Brincadeiras para crianças de 3 anos: dicas de opções divertidas e estimulantes!

Menino brincando em piscina infantil de plástico

Fonte: Pexels

Aos três anos de idade a criança começa a desenvolver uma série de habilidades e a despertar para o mundo. Elas são muito curiosas, adoram perguntar, não ficam paradas (porque estão em amplo desenvolvimento das capacidades motoras), começam a estabelecer relações e comparações com pessoas e lugares e, claro, adoram brincar.

Com tudo isso acontecendo, é importante conhecer algumas brincadeiras que aproveitam e estimulam tudo isso e, claro, divirtam a criançada. Abaixo você confere algumas dicas!

Brincadeiras para fazer dentro de casa

Brinquedos em madeira de encaixar

Fonte: Pixabay

Especialmente para quem mora em apartamentos ou em casas com quintal compacto, o ambiente interno do lar se torna também a grande área de brincadeiras e diversão. Isso inevitavelmente acaba gerando algumas restrições com relação ao espaço, sem falar no cuidado com eventuais machucados e acidentes.

Portanto, as atividades para dentro de casa costumam ser aqueles com brinquedos menores, móveis e que não exigem necessariamente que o pequeno se mova demais, corra etc. Dessa forma, costumam ser atividades que desenvolvem a imaginação e a relação entre pais e filhos de forma lúdica do que aquelas que exercitam a locomoção motora.

– Piscina de bolinhas

Contar com uma piscina de bolinha para bebês é uma opção versátil e prática que rende muitas brincadeiras. Com modelos menores e que cabem em um cantinho da sala ou do quarto, você não precisa de muita espaço para proporcionar diversão aos pequenos. As piscinas de bolinhas podem ser usadas não apenas com as bolinhas, mas também com balões (não muito cheios), brinquedos e outros itens que seu filhote goste de usar!

– Brinquedos de formas e encaixar

Aos três anos a criança tem muita imaginação e também vontade de exercitar sua coordenação motora e cognitiva. Ou seja, ela precisa de atividades com brinquedos coloridos, que chamem a atenção e, se possível, até mesmo a estimulam de diferentes formas (visual e sonoramente, por exemplo). Uma opção prática que engloba quase todos esses requisitos são aqueles bloquinhos de encaixar com formas e cores diferentes. Bonequinhos, bonecas, carrinhos e chocalhos, entre outros, também são boas opções.

– Túneis e trenzinhos

Os túneis e trens são ótimos para transformar uma atividade muito praticada pelas crianças dessa faixa etária em algo lúdico e controlado – além de evitar eventuais acidentes por ser um brinquedo seguro. Com acabamento colorido e diferentes formatos (do linha reta ao Y), são itens que também podem ser colocados na sala e depois guardados com praticidade, proporcionando diversão sem tomar muito espaço do seu lar! Perfeito, né?

– Desenhar e criar histórias

Nem todas as brincadeiras para dentro de casa precisam necessariamente envolver brinquedos, você pode utilizar itens comuns do dia a dia para aprofundar a relação entre você e seu filhote. Como nessa fase os traços da criança começam a melhorar e ela inclusive consegue desenhar rostos, estimule isso! Desenhar e inventar histórias (desenhadas ou narradas por vocês) exercita a imaginação, a criatividade e a percepção de mundo do pequeno.

Conheça os benefícios dos brinquedos educativos!

Brincadeiras para fazer no jardim

Meninas brincando em escorregador de plástico

Fonte: Shutterstock

Já quem conta com um jardim ou quintal espaçoso pode aproveitar essa área para realizar atividades que movimentam o pequeno, como jogar bola, e utilizar itens de playground – por exemplo, escorregadores e balanços. Porém, é preciso, claro, tomar cuidado com a segurança da criança, criando assim um ambiente confortável, divertido e livre de perigos.

– Brincar no piso de grama sintética

Uma das grandes preocupações dos pais quando os filhos estão brincando no quintal é com relação a quedas e se eles colocarão algo nocivo na boca – quem tem filhos pequenos sabe como eles adoram “provar” tudo.

Uma maneira de garantir um ambiente apropriado para as brincadeiras e que reduza esses perigos é contar com um cantinho revestido de grama artificial. Ela é:

  • antiabrasiva (não machuca em contato com a pele);
  • absorve impactos;
  • antiderrapante;
  • não precisa ser irrigado, podado ou adubado.

– Playground de plástico

Modulares, coloridos e, geralmente, com mais de um tipo de brincadeira, os playgrounds de plástico são modelos ideias para crianças de três anos. Eles são confeccionados com materiais que garantem segurança e conforto para os pequenos, além de durabilidade para os brinquedos. Você pode optar tanto pelos modelos mais comuns, como balanços e pequenos escorregadores, quanto por outros mais completos, com estrutura modular e que podem agrupar diversos itens em um só (mas que, por isso, precisam de uma área maior no quintal).

Com essas dicas, você já tem ótimas opções de brincadeiras para crianças de três anos, se adaptando à realidade do seu lar e, mais importante ainda, proporcionando muita diversão de uma maneira saudável, estimulante e prática.

Deixe uma resposta