Como ensinar matemática brincando: dicas para um aprendizado

Criança estudando matemática
Criança estudando matemática

Fonte: Pixabay

Ensinar matemática para as crianças, às vezes, pode ser um problemão. Por ser uma disciplina bastante difícil e com alguns conceitos pouco presentes no dia a dia dos pequenos, o interesse deles costuma ser menor, o que dificulta o aprendizado.

Para reverter essa situação, uma boa medida é usar brincadeiras e situações lúdicas na hora de ensinar matemática e logo abaixo você conhece algumas dicas infalíveis para colocar em prática com seus filhos ou alunos!

Aplicar a matemática concreta

Como já falamos, uma das principais dificuldades na hora de aprender matemática é visualizar o conteúdo como algo do cotidiano. A pergunta “quando vou usar isso na minha vida?” já passou pela mente de (quase) todo mundo ao estudar certas áreas da disciplina. Mas no caso das crianças fica mais fácil apontar os ensinamentos como algo presente no dia a dia.

Isso é a chamada matemática concreta. Por exemplo, ao invés de ensinar a divisão como uma ideia abstrata envolvendo números, pegue quatro brinquedos da criança e peça que ela distribua-os de forma igual entre vocês dois. Ao dividir os itens – dois para cada um – o pequeno é apresentado à essa operação como uma coisa existente no contexto social dele!

Carrinhos de brinquedo

Fonte: All 4 Less Shop

 

Crianças brincando com cubos de madeira

Fonte: Freepik

Para colocar essa estratégia em prática, é possível organizar diversas brincadeiras com diferentes itens, como bonecos, blocos de montar etc, sempre procurando trazer a matemática para o cotidiano lúdico da criançada. Assim fica fácil e divertido aprender.

Utilizar brinquedos educativos

E para facilitar o uso da matemática concreta, é possível contar com variados brinquedos educativos. Existem inclusive aqueles feitos especificamente para o ensino dessa disciplina, como o kit matemática, muito utilizado em escolas.

Kit de ensino de matemática

Kit de ensino para matemática

Esses modelos contam com diversas atividades e brincadeiras lúdicas que abordam de um jeito divertido e adaptado para as crianças assuntos como:

  • geometria;
  • operações matemáticas;
  • frações;
  • raciocínio lógico-matemático, entre outros.

Aproveitar jogos de tabuleiro e quebra-cabeça

Além daquelas brincadeiras pensadas exclusivamente para o aprendizado da matemática, também podem ser utilizados outros jogos que têm como “efeito bônus” o estímulo e o exercício de conceitos e pensamentos matemáticos.

Por exemplo, jogos de tabuleiro como o xadrez, estimulam a lógica, a estratégia e a aplicação de geometria (usando os movimentos das peças).

Quebra-cabeça dos Teletubbies

Fonte: YouTube

 

Peças de xadrez

Fonte: FreePik

Quebra-cabeças também exercitam a lógica e o raciocínio matemáticos. Podem ser tanto aqueles clássicos, de encaixar peças, quanto outros que envolvem diretamente a matemática. Um ótimo exemplo desse último caso é o sudoku, quebra-cabeça que exige conhecimento de cálculo e ajuda a ensinar a disciplina de uma forma lúdica.

Usar jogos eletrônicos e aplicativos

A tecnologia também pode ser uma grande aliada na hora de ensinar matemática para a criançada. Há uma grande variedade de jogos, online e offline, que promovem o aprendizado da matéria de um jeito lúdico e acessível para as crianças.

E para deixar o aprendizado divertido ainda mais fácil, você pode aproveitar também aplicativos mobile (para celular e/ou tablets) que possuem a mesma finalidade: ensinar matemática enquanto a garotada brinca e se diverte.

Criança com um celular

Fonte: FreePik

Essa são todas dicas simples de se colocar em prática e que possuem muito potencial para facilitar o aprendizado da matemática, tornando esse processo muito mais divertido e interessante para as crianças. Unindo brincadeira com estudo, os pequenos se sentem ainda mais estimulados a continuar adquirindo conhecimento.

Deixe uma resposta