Como criar um espaço divertido para as refeições?

Espaço divertido para refeições

Muitos pais enfrentam uma situação comum e bem estressante na hora das refeições: a rejeição dos filhos com determinados tipos de alimentos. Às vezes, isso acontece por causa do sabor, da textura e até mesmo da aparência da comida. Nessas horas, insistir para que a criança coma ou puni-la nem sempre é efetivo…O que você pode fazer, então? A dica é tentar criar um espaço divertido para as refeições, estimulando a alimentação por meio de brincadeiras e dos sentidos.

Vamos ver algumas ideias? Segue a leitura do post!

Envolva as crianças no preparo

Já pensou em envolver seu filho no processo inteiro das refeições, desde a compra dos ingredientes até o preparo dos pratos e a organização da mesa? Pois, saiba que essa é uma das formas mais efetivas de estimular as crianças e fazê-las tomar gosto pela comida!

O ideal é deixar o pequeno escolher os alimentos e temperos por conta própria, proporcionando liberdade e o desenvolvimento autônomo do paladar. Se ele errar nas primeiras tentativas, não tem problema! Será um aprendizado para as próximas refeições.

Uma coisa é certa: seu filho certamente vai se divertir muito participando de todo o processo de preparação das refeições, independentemente do resultado. Afinal, crianças são naturalmente curiosas e adoram acompanhar as atividades que os adultos realizam.

Além disso, ver de perto a textura, o cheiro e a aparência dos alimentos antes de serem misturados e modificados é muito positivo para melhorar a relação da criança com a comida.

Vai trabalhar com as crianças em casa? 7 atividades para fazer com elas!

Conduza brincadeiras educativas

Tem um ditado popular que diz que com comida não se brinca… Realmente, nem sempre as brincadeiras durante as refeições são adequadas, principalmente quando envolvem desperdício de alimentos.

Mas, não quer dizer que você não possa conduzir algumas atividades lúdicas e educativas durante as refeições. Inclusive, isso é super indicado e muito saudável!

Quer ver um exemplo? Você pode pedir para o seu filho montar o próprio prato, incluindo o maior número de cores possíveis, formando uma mistura bem nutritiva e divertida. Além de dar autonomia à criança, é bom para ensiná-la sobre a importância de cada grupo alimentar.

Pesquise também algumas curiosidades sobre cada alimento e torne o momento da refeição ainda mais interessante e educativo!

Como ajudar filho com estudo? Dicas para a quarentena!

Crie um espaço divertido para refeições

Uma ótima maneira é criar um espaço divertido para as refeições, a fim de de tornar esse momento mais espontâneo e empolgante para a criançada, simplesmente mudando o ambiente.

O melhor é que nem precisa ir muito longe: você pode ir “almoçar fora” com seu filho no quintal de casa mesmo! Ou ainda organizar uma tarde de piquenique no jardim de casa ou

num parque próximo.

Mudar o espaço das refeições de vez em quando pode ser como mágica na disposição do seu filho para comer, porque, além do paladar, também estimula o sentidos visuais e auditivos ao mesmo tempo!

E falando em sentidos, aqui vai uma última dica: colocar uma música animada, do gosto da criança, também pode contribuir bastante para o momento da refeição. Seu filho vai se empolgar e raspar o prato com vontade!

Como fazer horta infantil em casa? Veja algumas ideias!

Conclusão

Independentemente da forma como você conduz as refeições com as crianças, é importante respeitar sua relação com a comida e o desenvolvimento dos seus próprios gostos. Sempre cuidando, é claro, para que nenhum nutriente importante fique de fora da dieta.

E lembre que, para seu filho se alimentar bem, a melhor forma de ensinar é pelo exemplo. Então recheie seu prato com opções saudáveis e deliciosas e faça das refeições um momento divertido para ambos!

Deixe uma resposta